Usar Roupas Molhadas Causa Doenças

Postado por: Rossi Magazine On: Thursday, March 14, 2019 Comentário: 0 Hit: 57

Cuidados no verão: roupas molhadas podem causar micoses e outras doenças. Por causa do calor muitas pessoas acabam exagerando no tempo de mergulho e passam o dia inteiro com a roupa molhada. O que nem todo mundo sabe é que esse hábito pode causar algumas doenças, já que a umidade e a alta temperatura podem criar o ambiente perfeito para a proliferação de fungos e bactérias na região íntima.

Segundo o urologista Guilherme Maia, do Hospital Santa Joana Recife, uma das doenças mais comuns é a candidíase, infecção causada por um fungo que se multiplica com o aumento da temperatura provocado por roupas molhadas ou apertadas e sudorese intensa. “Nas mulheres, a candidíase se manifesta através da coceira e prurido. Já nos homens, que também pode acontecer, é seguida por inchaço, vermelhidão e dor na glande”, explica.

 

Outro problema típico é a dermatofitose, ou tinea. O mesmo fungo que atinge os pés e causa frieira e micose. “A tinea pode se desenvolver na região da virilha, causando o escurecimento da área, coceira intensa e a descamação da pele. Assim como a candidíase, o fungo também se prolifera em locais úmidos e escuros”, revela Maia. Os homens que ficam muito tempo com a sunga úmida também podem sofrer de dermatite seborreica, que causa coceira intensa na bolsa escrotal e na virilha. Isso pode ferir a pele e provocar complicações.

 

Para prevenir essas doenças é importante o uso de roupas leves, evitando modelos muito justos ou com tecidos de lycra e látex. “O ideal é usar peças íntimas de algodão, que permite a ventilação da área. Além disso, é necessário que as pessoas vistam roupas secas assim que saírem dos banhos de mar, piscina ou rio”, aconselha o médico. É que além da proliferação de fungos, doenças do trato urinário e ginecológico também podem ser causadas pelo contato com a água contaminada. Caso haja algum sintoma de infecção, a saída é procurar um especialista para tratar o problema.

 

 

Fontes: https://bit.ly/2JbbBfu

 

Comentários

Escreva seu comentário